Panorâmica São José dos Campos FaceBook do POrtal São José Twitter do Portal São José
Home | Cadastre sua Empresa | Acessos | Fotos da Região | Créditos                               Domingo, 24 de Junho de 2018
Acesso à página principal
Logotipo Portal São José

Links Úteis

Salas de Cinema
Cinemark
Kinoplex


Consulte seu CPF
Legislação Federal e Estadual
Trânsito em São Paulo
Clima


Criação e
Desenvolvimento



Tel. 12 3923.4600
Av. Dr. Mário
Galvão, 78
Centro - SJC/SP
12209-004
BUSCA DE EMPRESAS NO PORTAL >>  
Acesse também: Jacareí
BUSCA DE CONTEÚDO DO PORTAL >>  
O conteúdo publicado não expressa necessariamente a opinião do Portal e é de total responsabilidade do autor.

Monitoramento do WhatsApp é ilegal, afirma especialista em Direito Penal


24/06/2013 ( Caderno: Seus Direitos )

A grande onda de manifestações sociais que ganharam as ruas do Brasil criou pânico nas autoridades do país e levou a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) a montar às pressas uma operação para monitorar as redes sociais e a internet. Entre as páginas e aplicativos espionados estão: Facebook, Twitter, Instagram e WhatsApp. A ideia dos agentes de inteligência é a de acompanhar e antecipar os passos dos manifestantes.

Na visão do advogado especialista em Direito Penal do Peixoto e Cury Advogados, Eduardo da Silva, o monitoramento de comunicações efetuadas pelo WhatsApp seria uma aberração jurídica. "Só posso crer que a notícia divulgada recentemente pela imprensa está equivocada".

Segundo o advogado, "O WhatsApp é um aplicativo utilizado em telefones celulares que permite a troca de mensagens por meio de conexões de rede da internet. Funciona, portanto, como um programa de correio eletrônico, um endereço de e-mail identificado pelo número de telefone do usuário. As mensagens não são abertas ao público, como ocorre com as redes sociais como o Facebook, Instagram ou Twitter. A comunicação por meio do WhatsApp é de natureza privada e fica restrita entre os interlocutores ou a um grupo limitado de pessoas. Assim, a comunicação pelo WhatsApp equipara-se à comunicação por meios de informática, cujo sigilo é resguardado pela Constituição Federal e que constitui uma garantia fundamental do cidadão", afirma.

Eduardo da Silva ressalta que trata-se de uma forma comunicação telemática (feita por meio da internet) e a quebra de sigilo neste caso somente pode ser decretada por ordem judicial, em situações excepcionais, e para a finalidade exclusiva de colheita de provas destinadas a investigação criminal e processual penal. "E mesmo assim se não existir outro meio disponível para apurar o delito", diz.

O especialista em Direito Penal alerta que nessas hipóteses restritas, a prova é colhida em relação a um fato determinado e a interceptação dirigida a uma pessoa ou a um número limitado de pessoas suspeitas de haverem praticado um crime. "Não se pode quebrar o sigilo de comunicações de todos, como infelizmente, tem ocorrido nos Estados Unidos da América. Constitui uma ilegalidade e uma truculência a ABIN pretender interceptar as comunicações realizadas por meio deste aplicativo com a finalidade de monitorar o que quer que seja, sobretudo se considerarmos que as pessoas estão exercendo direitos fundamentas da cidadania em um regime democrático: as liberdades de reunião e de manifestação", ressalta.

A quebra de sigilo de comunicações fora das hipóteses legais constitui crime previsto na Lei nº 9296/96, punido com pena de reclusão de dois a quatro anos e multa. "Esse tipo de comportamento demonstra, mais uma vez, o total despreparo do Estado em lidar com as manifestações que refletem as insatisfações populares e que constituem um dos pilares do regime democrático. Ao que parece, ainda não conseguimos nos desvencilhar das práticas de "arapongagem" e de repressão violenta às manifestações populares, tão caras aos regimes ditatoriais que governaram o país ao longo do século passado", conclui o advogado.


Fonte: Ex-Libris Comunicação Integrada


  Seus Direitos

E-MAILS DO PORTAL SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
Contato/Cartas: cidade@saojosedoscampos.com.br
Anúncios/Cadastros: cadastro@saojosedoscampos.com.br
Editorial: imprensa@saojosedoscampos.com.br
Criação/Arte: amorim@saojosedoscampos.com.br

Av. Dr. Mário Galvão, 78 - Centro
SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SP
Telefax: (12) 3923.4600









 + Promoções
Imagem Festa Junina no Vale do Sonho Hotel, em Guararema!
 + Classificados
• ALUGO apartamento cobertura em Campos do Jordão

+ História
Imagem Badue Cury e Josephina Cury chegaram no Brasil e em São José dos Campos em 1923
Imagem Dr. Maurício Anisse Cury, pioneiro em Medicina do trabalho
+ Dicas do Portal
Imagem Dica do Portal, O filme: DOJEITO QUE ELAS QUEREM!
+ Espaço do Consumidor
Imagem Locador de imóvel reclama a imobiliária de São José dos Campos o pagamento do IPTU atrasado
Imagem Comissão da Câmara dos Deputados proíbe escolas de cobrar matrícula antecipada para garantir vaga
+ Esporte
Imagem Bocha da AESJ é campeã joseense
+ Matérias
Imagem Obra sobre a arquitetura moderna joseense comemora 20 anos. Veja fotos antigas da cidade
Imagem Prazo para alistamento militar 2018, em São José dos Campos, termina no próximo dia 30
+ Meio Ambiente
Imagem Menos mata, menor deslocamento: Em matas fragmentadas, dispersão espacial do mico-leão-dourado cai de oito para 2 km
Imagem Campo rupestre no Brasil apresenta alta diversidade de espécies de plantas
+ Poesia da Arte
Por Sonia Furquim
+ Turismo Diferente
Imagem Fotos exclusivas: Curarrehue é uma comuna do Chile, da Província de Cautín
Imagem Flashes de Paris. Por Sonia Regina Goulart



 
Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2005 - Todos os direitos reservados