Panorâmica São José dos Campos FaceBook do POrtal São José Twitter do Portal São José
Home | Cadastre sua Empresa | Acessos | Fotos da Região | Créditos                               Quinta, 19 de Outubro de 2017
Acesso à página principal
Logotipo Portal São José

Links Úteis

Cinema
Cinemark
Kinoplex


Condições das estradas
Consulte seu CPF
Horário de todo
o mundo

Legislação Federal e Estadual
Mapa de SJC
Trânsito em São Paulo
Clima


Criação e
Desenvolvimento



Tel. 12 3923.4600
Av. Dr. Mário
Galvão, 78
Centro - SJC/SP
12209-004
BUSCA DE EMPRESAS NO PORTAL >>  
Acesse também: Jacareí
BUSCA DE CONTEÚDO DO PORTAL >>  
O conteúdo publicado não expressa necessariamente a opinião do Portal e é de total responsabilidade do autor.

Educação deve fazer as pessoas se conectarem com seus talentos, diz Ken Robinson, um dos educadores mais populares do mundo


30/01/2017 ( Caderno: Educação )

A vontade de aprender não é o problema principal nas escolas, mas a própria organização dos sistemas de ensino. É o que defende um dos educadores mais populares do mundo, Ken Robinson, declaradamente contra qualquer forma de padronização do ensino. Com o vídeo Será que as escolas matam a criatividade Robinson foi visto mais de 43 milhões de vezes na plataforma TED [sigla para Tecnologia, Entretenimento e Design], organização global que tem por objetivo disseminar boas ideias. Robinson participou da British Educational Training and Technology (BETT) Show em Londres, onde falou para mais de mil educadores, estudantes e visitantes da feira.

“A educação tem um papel fundamental e profundo em fazer as pessoas se conectarem com os próprios talentos”, defende Robinson. Para ele, as escolas devem ter autonomia para desenvolver as próprias formas de abordagem e dar ênfase a conteúdos que considerarem fundamental para estudantes de determinada região e realidade.

Segundo o especialista, a maior parte dos sistemas educacionais do mundo vão na contramão de valorizar o indivíduo, com massificação e padronização excessiva do que deve ser ensinado e quando se deve ensinar. “Nos últimos 20 anos, os governos têm tentado melhorar a educação e não têm sido bem-sucedidos. Isso ocorre, em parte, porque as pessoas que fazem as reformas não sabem muito de educação e, em parte, porque querem padronizar, tomar controle de tudo, do currículo e outros aspectos. E ainda porque incentivam a competição, seja entre professores, seja entre alunos”, criticou.

Ken Robinson é autor, palestrante e consultor internacional em educação e artes

Ken Robinson é autor, palestrante e consultor internacional em educação e artesDivulgação/BETT Show

Ken Robinson é autor, palestrante e consultor internacional em educação e artes. Por 12 anos foi professor de educação em artes na Universidade de Warwick, no Reino Unido. Ele liderou projetos nacionais e internacionais de educação criativa e cultural no Reino Unido, em outros países da Europa, e também na Ásia e nos Estados Unidos.

Para o consultor, uma vez que as pessoas são diferentes e estão inseridas em contextos diferentes, as escolas deveriam ser capazes de identificar as melhores maneiras de ensiná-los e de fazer com que cada estudante avance em ritmo próprio. “As crianças amam aprender. Aliás, todos amam aprender, mas alguma coisa acontece na maneira como organizamos a nossa escola. Muitas pessoas vão à escola e acabam por não se sentir inteligentes ou capazes. Não porque não sejam, mas porque o sistema não foi capaz de identificar no que eles são bons.”

De acordo com Robinson, todo o sistema educacional deve ser revisto, desde as questões mais fundamentais, como a divisão do aprendizado por idade. “Educamos por idade. Por que? A escola é o único lugar em que separamos as crianças e adolescentes assim. Quando eles saem, não vivem assim. O sistema cria um problema. Alguns aprendem mais rápido ou mais devagar e poderiam ser agrupados independente da idade”, sugere. “A escola é uma comunidade para o aprendizado, para que pessoas aprendam de e com outras. O coração de uma boa escola não é a escola em si, mas a relação entre estudantes e professores. Em termos de espaço físico, as escolas podem ser em qualquer lugar”, acrescenta.

Ciência no Youtube

youtuber Charlie McDonnell, dono do canal charlieissocoollike e do projeto Fun Science (Ciência Divertida) também esteve no BETT Show. Ele começou a disponibilizar vídeos online sobre ciências quando tinha 16 anos. Hoje, nove anos depois, conquistou mais de 2,3 milhões de seguidores após ser o primeiro youtuber do Reino Unido a conquistar um milhão de assinantes.

“Quero despertar nas pessoas a mesma paixão que eu tenho por ciências. Quando estava na escola, ciências era uma matéria como qualquer outra. Um dia, entendi que não é apenas uma disciplina, mas a forma como o ser humano entende o mundo ao redor e do qual faz parte”, diz. “Se as pessoas se importassem e tivessem um conhecimento mínimo de ciências poderíamos mudar questões como o aquecimento global.”

Para McDonnell, o segredo para conquistar seguidores e despertar o interesse dos espectadores é primeiro estar apaixonado pelo que se está explicando. “Se eu entendo e tenho interesse, esse é o primeiro passo para fazer com que os outros também se interessem. Depois eu tenho simplificar e explicar de uma forma que eu mesmo entenderia”, resume.

McDonnel não foi o único a ganhar fama com conteúdos educacionais no Youtube. Entre os canais da plataforma mais populares no Brasil está Manual do Mundo, com mais de 7,4 milhões de seguidores. O canal se descreve como um lugar para aprender de tudo. Os vídeos ensinam desde fazer uma melancia ter a forma de um tubarão a entender como se faz um skate elétrico.

O BETT Show ocorreu em Londres de 25 a 28 de janeiro. O evento é um dos maiores encontros de educação e tecnologia do mundo, onde diversas empresas e educadores se reúnem para discutir educação e apresentar as tendências de mercado. Conta também com a participação de políticos e ministros da Educação de diversos países.


Fonte: Agência Brasil / Reportagem Mariana Tokarnia (A repórter viajou a convite da Ascential, organizadora da Bett Educar no Brasil) / Fotos Divulgação


  Educação

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2017 acontece em São José dos Campos de 23 à 29 de outubro

E-MAILS DO PORTAL SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
Contato/Cartas: cidade@saojosedoscampos.com.br
Anúncios/Cadastros: cadastro@saojosedoscampos.com.br
Editorial: imprensa@saojosedoscampos.com.br
Criação/Arte: amorim@saojosedoscampos.com.br

Av. Dr. Mário Galvão, 78 - Centro
SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SP
Telefax: (12) 3923.4600



 + Promoções
Imagem Publicidade também é a alma do negócio nas redes sociais!
 + Classificados
Alugo apartamento cobertura em Campos do Jordão
Imagem Vendo casa bem aconchegante no Bosque dos Eucalíptos - Suite com hidro!

+ História
Imagem Casa São Jorge em 1943
Imagem Carnaval em São José dos campos em 1961: Barco Fenício
+ Foto da Vez
Imagem Avenida Mário Galvão
+ Dicas do Portal
Imagem Boa pedida: A animação: O CAPITÃO CUECA, em exibição nos cinemas!
+ Educação
Imagem Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2017 acontece em São José dos Campos de 23 à 29 de outubro
+ Empresarial
Imagem Líbano recebe Super Tucanos da Embraer
+ Matérias
Imagem Motorola inaugura espaço cultural em São Paulo
Imagem Maioria que conclui ensino superior ganha salário abaixo de R$ 3 mil
+ Turismo Diferente
Imagem Variedade é a marca da vida noturna de Park City nos EUA
Imagem Veja aqui reportagem fotográfica de algumas belas regiões de Minas Gerais. Fotos exclusivas Portal São José dos Campos



 
Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2005 - Todos os direitos reservados