Panorâmica São José dos Campos FaceBook do POrtal São José Twitter do Portal São José
Home | Cadastre sua Empresa | Acessos | Créditos                               Sexta, 19 de Julho de 2019
Acesso à página principal
Logotipo Portal São José



  • Envie uma mensagem para Marcia Pavarini...
  • Outras matérias já publicadas...


    A Natureza Mágica da Bolívia
    Postado em 29/12/2011

    Texto e fotos
    Márcia Pavarini



    A Bolívia tem sido classificada como um dos mais belos países da América do Sul. É o tipo do lugar que conquista o coração de quem visita o país, não só pelas belezas naturais, mas também pela herança cultural deixada pela antiga civilização Inca, como as intrincadas ruínas, espalhadas por todo país. O que mais impressiona é a deliciosa combinação entre o moderno e o tradicional.


    Seja no esplendor das águas calmas do Lago Titicaca, ou na imensidão branca do Salarde Uyuni, nas minas de prata de Potosi, ou nas exuberantes ruínas, o país sempre vai surpreender o visitante.




    Cada região do país manifesta suas raízes culturais em diversas cerimônias, com festas religiosas, cívicas, música, dança, folclores e rituais(como o da colheita), onde a arte popular,mescla-se entre os indígenas e forasteiros de todos os cantos do mundo.

    Quem chega de avião, deve diminuir o ritmo, até se acostumar com as altas altitudes. É comum sentir os efeitos do mal de altitude nos primeiros dias (o “soroche”), cujos sintomas são:dores de cabeça, náusea e mal estar. A dica é chá de folhas de coca (que faz parte da cultura nacional e é encontrado em qualquer biboca), muito líquido e nada de álcool.



    Alguns pontos representam o cartão postal do país. Entre os mais visitados estão: o Salar do Uyuni (amaior planície salgada da Terra),o Lago Titicaca(o mais alto lago navegável do Planeta) e sua histórica cidade “Nossa Senhora de Copacabana”.

     

    SALAR DO UYUNI

    A paisagem do Salar de Uyuni parece ter nascido de uma inspiração surreal da natureza. A primeira impressão é a de uma visão polar, mas em vez de neve, é sal que brilha, como partículas de cristal, estendendo-se por uma imensidão branca até o horizonte, onde esbarra com um céu de intenso azul.



    Coberto por um mar de sal, cercado por vulcões de até 5.000m de altitude, atividade geotermais, ilhas de cactos gigantes, vales, desertos, formações rochosas, lagos coloridos com flamingos, o Salar de Uyuni é o único ponto natural brilhante do planeta que pode ser visto do espaço.



    Enigmático e surpreendente,o Salaré um mágico espaço de sal e silêncio que abre as portas da Bolívia para o resto do mundo.

     

    LAGO TITICACA E A CIDADE“NOSSA SENHORA DE COPACABANA”


    Apenas 65 km da Cidade de La Paz, na Bolívia,repousa o belo e misterioso Lago TITICACA. Este imenso Lago situado 3.825m sobre o nível do mar, e com uma extensão de mais de 8.364 km2 é o que restou de um gigantesco Mar “interior” que cobria grande parte do Altiplano Boliviano.O Titicaca é o lago mais alto navegável do Planeta.Suas águas cobrem 55% de território peruano e 45% de terras bolivianas.

    Sua existência remonta milhões de anos, quando o mar cobria grande parte do altiplano boliviano, o qual também deu origem ao Salar de Uyunie o Salar de Coipasa.


    A cidade de Copacabana às margens do Lago Titicaca, dominando a baía, foi originalmente um centro Pré-Colombiano de Cerimonial e de Observação Astronômica, vinculada com a peregrinação Inca às duas ilhas do Lago:Ilha do Sol (Isladel Sol) e  Ilha da Lua (Isla de La Luna), durante o Império daquela civilização.

    O império surgiu nas terras altas do Peru por volta do século 13. De 1438 até 1533 os Incas utilizaram vários métodos, desde a conquista militar à assimilação pacífica, para incorporar porções do oeste da América do Sul, centrado na Cordilheira dos Andes, incluindo grande parte do atual Equador e Peru, da Bolívia, Argentina, Chile e sul da Colômbia.


    Um passeio pela avenida do comércio no povoado de Copacabana, onde estão as lojas e barracas de bugigangas, rochas, pedras naturais semipreciosas e artesanato local, é uma viagem pela cultura do povo. São blusas, xales, cachecóis de lã ou alpaca em cores vibrantes, frutos da criatividade artesanal da cultura quéchua, descendentes da civilização Inca.


    O ponto alto da visita ao povoado é a catedral Nossa Senhora de Copacabana. Na colina, que coroa a Vila, ergue-se majestosa a igreja Nossa Senhora de Copacabana, que deu o nome à cidade, tornando-se sua padroeira.


    Como parte do processo de evangelização pelos espanhóis foi construído, no século 16, o Santuário da Virgen de La Candelária, imagem morena, esculpida em madeira e conservada no altar daCatedral.

    A construção branca e imponente, com cúpulas coloridas de azulejo vitrificado, abriga um rico altar revestido em ouro e prata, formando rococós, numa belíssima expressão da arte barroca.

     

    ILHA DO SOL E ILHA DA LUA0

    De Copacabana é possível realizar algumas excursões e caminhadas interessantes até o Calvário e a Horca do Inca, ou fazer um passeio de barco pelo Lago Titicaca, para conhecer a mítica Ilha do Sol (Isladel Sol) e Ilha da Lua (Isla de la Luna), bem como as prainhas do Lago.

    A magnífica vista do Lago estende-se até o horizonte. AIsladel Sol, que se ergue no seio do lago Titicaca, foi berço da cultura Inca e ali é possível visitar a Escalinata de Yumami, uma fonte sagrada onde os Incas celebravam o batismo, baseando-se em três leis: NÃO SER COVARDE, NÃO ROUBAR E NÃO MENTIR.


    Outros“pit stop” na Ilha do Sol, são as ruínas do Templo do Sol de Pilocaina, o Labirinto de Chincana,(onde viviam apenas os chefes Incas) e a Rocha Sagrada que servia para as oferendas humanas aos Deuses do Sol e da Lua.Geralmente, a oferta aos Deuses era uma das virgens que habitavam a Ilha da Lua.

    Navegar pelas águas pacatas e cristalinas do Lago Titicaca, com vista aos eternos picos nevados da Cordilheira Real dos Andes, é uma experiência inesquecível.

    A natureza mágica da Bolívia permanece generosa aguardando visitantes curiosos vindos de todas as partes do mundo.



  • Márcia Pavarini
    Ao longo de vários anos Márcia Pavarini percorreu o mundo viajando por todos os continentes e até aos Pólos. Foi anotando suas aventuras em diários que, hoje, perfazem aproximadamente 5.000 páginas. Ela esteve, até agora, em 240 países, de acordo com o critério de contagem da Travelers Century Club TCC. Na Coluna “Diário das 1001 Viagens” Márcia Pavarini divide com os internautas, do Portal, as experiências vivenciadas durante suas andanças.

    + Dicas do Portal
    Imagem Participe dos Grupos Amigos da Região!
    + Empresarial
    Imagem São José dos Campos é a 4ª melhor cidade das Américas para negócios, conforme revista do grupo britânico Financial Times
    + Espaço do Consumidor
    Imagem Locador de imóvel reclama a imobiliária de São José dos Campos o pagamento do IPTU atrasado
    + História
    Imagem 2018: Via Dutra completa 67 anos
    + Imigração Libanesa
    Imagem Imigrante Melhem Elkhouri chegou a São José dos Campos em 1949
    + Matérias
    Imagem Obra sobre a arquitetura moderna joseense comemora 20 anos. Veja fotos antigas da cidade
    + Meio Ambiente
    Imagem Elefante africano ajuda a aumentar estoque de carbono na floresta
    + Museu do Comércio e Indústria
    Imagem Sanatório Ruy Doria
    + São José Solidária
    Imagem Associação Educacional para Crianças Especiais Bem-Te-Vi
    + Seção Saúde
    Imagem USP: Café em excesso aumenta a chance de pressão alta em pessoas predispostas

     
    Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2005 - Todos os direitos reservados