Vista do Villa Branca Website Portal Jacareí Fanpage Portal Jacareí
Home | Cadastre sua Empresa | Créditos                                                                              Domingo, 24 de Março de 2019
Logotipo Portal Jacareí
Acesso à página principal


  • Envie uma mensagem para Marcia Pavarini...
  • Outras matérias já publicadas...


    Turquia. Por Márcia Pavarini

    Por Márcia Pavarini
    Texto e fotos

    Muita gente me pergunta de qual País eu mais gostei. Bem, a resposta não é tão simples para quem já visitou mais de 228 países, territórios, possessões e regiões, inclusive os Polos. Essa contagem é baseada na lista do TCC (Traveleres Century Club).

    Eu gosto de esclarecer isso, porque a contagem oficial de países é um pouco confusa. Existe uma uma diferença entre o número de países constantes na lista de códigos de países da ISO 3166-1 (246) e o número de países reconhecidos pela ONU (192 + Vaticano, Kosovo e Taiwan).

    Depois de algumas pesquisas, adotei a lista do TCC, que mais se adaptou às minhas convicções. A explicação que encontrei foi simples: você pode viajar por todo o território Americano, mas não pode dizer que conheceu o Havaí ou Porto Rico, por exemplo. Assim, os dois entram na contagem do TCC.

    Para responder àquela pergunta inicial, eu me baseio em três avaliações do país, obviamente subjetivas: 1)  A beleza natural, (a magia das paisagens, aquelas que tiram o fôlego do visitante);  2) A grandiosidade das edificações (as antigas, as ruínas, as monumentais, etc) 3) A cultura, que envolve desde a história da civilização local,  o folclore, o povo, a culinária, artesanato, música, etc).

    Em cada uma, é possível  acrescentar uma infinidade de elementos. Assim, tendo o país  preenchido esses requisitos, ele entra, fatalmente, para a minha lista de prediletos.

    Não foi à toa, que escolhi a matéria  "Turquia" para fazer essa preleção. Acho que nem é preciso responder por qual país eu mais me apaixonei entre tantos outros que já visitei ao redor do Mundo.

    Dividida entre dois continentes, com uma parte europeia, chamada Trácia, e uma grande área asiática, a conhecida Anatólia, a Turquia tem um pouco de todo o Oriente. Tem coloridos bazares cheios de tapetes, perfumes e quinquilharias, estonteantes mesquitas, minaretes e mercados de ouro.  Mas não é só isso que encanta o visitante, tem as ruínas que contam a história de povos antigos, tem as maravilhosas praias,  paisagens deslumbrantes,

    Banhada pelos mares Negro e Mediterrâneo, a Turquia é um país para todos os gostos. Os amantes da natureza são presenteados com o extraordinário Deserto  de Capadócia e os banhos termais de Pamoukale e Fethyie. Os apaixonados por arqueologia,por sua vez, podem explorar as numerosas ruínas greco-romanas de Éfeso,  ou as do enigmático Monte Nemrud, ou ainda as ruínas de Myra, da Civilização dos Lycians, e suas fenomenais cidades esculpidas nas montanhas.

    Enquanto isso, quem viaja em busca de sol, mergulho e águas azuis, se delicia às margens ou nas profundezas do Mediterrâneo

    Além de todas essas regalias naturais e da beleza arquitetônica, existe uma fértil cultura a ser explorada. Os turcos são acolhedores, intensos, e sedutores. E isso pode ser sentido em Istambul, a porta de entrada do país.

    Berço das civilizações bizantina e otomana, a cidade foi a capital econômica e cultural da Turquia até 1923, quando foi substituída pela cosmopolita Ancara.

    Nas ruas de Istambul, a modernidade convive em perfeita harmonia com o passado milenar. Em meio ao turbulento cotidiano da metropole e à agitação dos bazares, a  majestosa cúpula da Igreja de Santa Sofia revela traços da antiga Constantinopla, que com tantas grandiosidades arquitetônicas, continua a desafiar o tempo.

    Erguido no século 16, o Museu Topkapi é outro que impressiona pela riqueza de detalhes.

    Mas o passeio imperdível é Capadócia, no coração da Anatólia, uma espetacular região desértica com formações bizarras, conhecidas como "CHAMINÉS" de rocha.

    A geografia singular se deve a um fenomeno geológico que fez grandes pedras conicas se elevarem do solo. De tão eospaçosas foram transformadas em grutas que servem domo habitações, igrejas e monastérios.


    No passado, as "chaminés" de Capadócia serviam também como refúgio dos cristãos  perseguidos peloos imperadores romanos, no início da era cristã. As primeiras  descrições  sobre a existência do lugar remontam a 400 a.C.

    Vale a pena dar uma esticadinha na viagem e seguir para as ruínas greco-romanas de Éfeso,  situada a 60km ao sul de Izmir. A cidade tem imponentes edificações, como o Templo de Adriano.


    A aventura não para por aí, você pode desfrutar de lá do céu, a hipnotizante paisagem de Kas, uma cidade à beira mar, num inesquecível vôo de pararaglider.

    Por isso, sem dúvida a Turquia deve fazer parte de sua lista preferencial de países exóticos a serem visitados. Boa viagem!

  • Galeria e Imagens


    Matterhorn: A Montanha que virou chocolate

    Ao longo de vários anos Márcia Pavarini percorreu o mundo viajando por todos os continentes e até aos Pólos. Foi anotando suas aventuras em diários que, hoje, perfazem aproximadamente 5.000 páginas. Ela esteve, até agora, em 220 países, de acordo com o critério de contagem da Travelers Century Club TCC. Na Coluna “Diário das 1001 Viagens” Márcia Pavarini divide com os internautas, do Portal, as experiências vivenciadas durante suas andanças.

     
    Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2005 - Todos os direitos reservados