Panorâmica São José dos Campos FaceBook do POrtal São José Twitter do Portal São José
Home | Cadastre sua Empresa | Acessos | Créditos                               Quarta, 21 de Fevereiro de 2024
Acesso à página principal
Logotipo Portal São José



  • Envie uma mensagem para Marcia Pavarini...
  • Outras matérias já publicadas...


    Jackson Hole - Portal para uma Experiência Mágica
    Postado em 10/02/2023

    Por Márcia Pavarini, Texto e fotos


    Montanhas e Vales nevados, florestas alpinas, fontes termais turquesa, trenós puxados a cães e a cavalos, paisagens arrebatadoras, alces majestosos, vida selvagem, cervejarias artesanais, restaurantes temáticos, intensa vida noturna, e uma deliciosa atmosfera de “velho oeste americano”, Jackson Hole, é mais do que uma cidade de esqui nas montanhas, é um portal para a sua mágica natureza.


    Estive em Jackson Hole no inverno, e não poderia deixar de compartilhar minha incrível experiência, com imersão na vida selvagem, nas aventuras de inverno, na gastronomia e na cultura local. Jackson Hole é uma das principais e mais celebradas estações de esqui da América do Norte e berço das mais variadas espécies de animais selvagens, que povoam suas estepes, vales e montanhas, como os alces, bisões, raposas, coiotes, águias, cabritos monteses, entre outras, que podem ser vistos a pouca distância. 
     


     

    Entre um passado tradicional, com a essência dos antigos colonizadores, e um presente vibrante, Jackson Hole é um local perfeito para desfrutar dias incríveis de aventuras e descobertas, com incontáveis atrações, seja no verão ou no inverno.
     


     

    O vale nevado de Jackson Hole, no estado americano de Wyoming, está situado dentro do Parque Nacional Grand Teton, a apenas uma hora ao norte do Parque Nacional de Yellowstone.
     


     

    O nome, Jackson Hole, que na tradução significa, “Buraco do Jackson”, refere-se ao Vale onde fica a cidade, uma vez que os primeiros colonizadores usaram a palavra “buraco” para se referir ao vale cercado por montanhas por todos os lados, formando uma espécie de anfiteatro. É considerado a “Meca” do esqui, para os amantes desse esporte, e oferece pistas desde intermediárias até as mais desafiadoras. São 133 pistas, 12 lifts e duas gôndolas.

    Além das inúmeras opções de esportes de inverno, como esqui e snowboard nas pistas de Jackson, e da vila vizinha, Teton Village, há várias outras para serem exploradas na cidade e redondezas.

    Jackson Hole e Teton Village têm reputação internacional, e são famosas por suas montanhas íngremes, com mais de 10 Km2 das melhores pistas de esqui do mundo.

    O que fazer no inverno, além de esquiar?
     MERGULHAR NUMA FONTE TERMAL, NO MEIO DA NEVE – Granite Hot Spring
     


     

    A aproximadamente 50 quilômetros ao sul da cidade de Jackson, fica a chamada Termas de Granito. No verão, primavera e outono, o acesso pode ser de carro, ao longo do belo Riacho Granite. Durante o inverno, apenas os trenós puxados por cães chamados “dogsled” e motos de neve (snowcat) chegam ao local.


     

    Eu tive o privilégio de fazer esse passeio no inverno, a bordo de um “snowcat”, espécie de moto de neve. O caminho até a terma, é um dos pontos altos de Jackson Hole.
     


     

    O DOGSLED, trenó puxado por uma matilha de cães treinados, sobre uma trilha de neve, atravessa uma floresta congelada, de onde se avista o desfiladeiro esculpido por glaciares. No final da trilha, surge o sedutor lago azul, de águas cálidas, onde o banho, é o maior prêmio do dia. A paisagem é absolutamente fascinante.  Esse é um dos passeios memoráveis de Jackson Hole. Esse programa pode ser contratado na cidade de Jackson, em uma das inúmeras lojas de esportes, uma delas é a Leisure Sports.

    VISITAR O PARQUE NACIONAL DO REFÚGIO DOS ALCES – TRENÓ PUXADO A CAVALO
     


     

    Jackson é conhecido por abrigar enormes rebanhos de Alces. Durante o inverno, milhares deles convergem em Jackson Hole para passar a dura estação, em altitude mais baixa. Eles se concentram numa área de vários quilômetros, e é possível ter uma relativa aproximação durante o circuito. O passeio é sobre uma espécie de carroça, puxada a cavalos, onde os visitantes se alojam em bancos laterais.
     


     

     

    O guia, que manobra a manada de equinos, vai dando informações sobre a vida desses sedutores animais selvagens. Esses cervídeos tem um interessante ciclo na natureza, ou seja, seus chifres caem durante o inverno, e “brotam” na primavera. Passado o inverno, quando retornam para o norte, seus locais de origem, eles deixam, na área de pastagem, um “mar de chifres”.
     


     

    Esses chifres são recolhidos, e parte vai para refazer os arcos de chifres, que adornam a icônica Town Square, a Praça Central de Jackson Hole.
     


     

    Além do tradicional esqui em Jackson Hole, e na vizinha, Teton Village, muitas outras atividades de inverno são oferecidas nas casas de esportes de Jackson: como o esqui nórdico, Skate, escorregador de boias na neve, passeios pelas montanhas com a moto de neve, ou caminhada pelos bosques nevados, com aquela raquete de pé para neve (snow shoes).

     
    PASSEAR PELA PRAÇA CENTRAL DE JACKSON – George Washington Memorial Park
     


     

    Conhecida como “Town Square”, a praça central de Jackson é o coração cívico, cultural e mercantil da cidade. Tudo gira em torno dessa praça: os badalados bares, restaurantes, lojas de artesanato, galeria de arte, elegantes lojas, mas a maior característica dessa praça, são os arcos, feitos com chifres de Alces, coletados no Parque Refúgio dos Alces. Nas quatro esquinas da praça, erguem-se majestosos os arcos, que constituem o cartão postal, e o ponto mais fotografado de Jackson Hole. No centro da Praça, fica o memorial de pedra, em homenagem ao famoso explorador da montanha John Colter. O primeiro arco foi construído em 1953.

    A praça é contornada por calçadões com fachadas históricas, que lembram o velho oeste americano.

     
    COMO CHEGAR EM JACKSON HOLE
     


     

    Jackson Hole possui um aeroporto a poucos quilômetros do centro da cidade. Aterrissar no aeroporto, já é uma experiencia única. Ao descer do avião, já é possível desfrutar de uma bela paisagem das montanhas nevadas. O cenário é de tirar o fôlego, é comum ver passageiros que acabam de desembarcar, tirando fotos em plena pista.
     


     

    O aeroporto é servido por voos operados pelas companhias aéreas Delta, American Airlines e United.
     


     

    A melhor opção para rodar em Jackson e redondezas é alugar um carro numa locadora no aeroporto, mas se você não tem muita experiencia para dirigir com neve, poderá ir de taxi ou de ônibus até o seu hotel em Jackson Hole, ou na cidade vizinha, Teton Village.

    O transporte público é eficiente e acessível. 

     

    ONDE FICAR EM JACKSON HOLE

    Você poderá hospedar-se tanto em Jackson Hole, como na cidade vizinha Teton Village, a 25 km uma da outra. 
    Teton Village é a cidade base do maior e melhor resort de esqui da região. A hospedagem na base do resort certamente é mais cara, por isso, a dica é ficar em Jackson Hole, onde existem acomodações para todos os bolsos.

    Eu fiquei hospedada Parkway Inn, com ótima avaliação no aplicativo Booking.com, quartos grandes e confortáveis. O café da manhã não está incluído, mas na recepção há café americano de cortesia, a qualquer hora.

    Há também outros hotéis bem cotados, como o Elk Refuge Inn, Ranch Inn, Jackson Hole Lodge e outras opções que podem ser encontradas no aplicativo do Booking.com www.booking.com.
     

    ONDE COMER
     


     

    Uma lista infindável de restaurantes, bares, Pubs vão estimular o seu apetite.

    Uma refeição em Jackson pode ser uma experiência inesquecível. Existem diversos restaurantes, lanchonetes de redes, bares, cafés e Pubs, para todos os bolsos, bem como os restaurantes nas pistas de esqui.

    O meu preferido é o chamado “Local”, que é um Restaurante & Bar, com atmosfera de Pub do velho oeste. Ele fica num dos pontos estratégicos da cidade, bem em frente à famosa Town Square, ou Praça dos Chifres. No restaurante Local, vale a pena experimentar o sanduíche chamado “Reuben”, com várias camadas de carne seca suculenta, queijos, salada picles e batata rústica. Mas vá com fome, porque o “trem” é grande.

    Outro restaurante bem frequentado é o Slippery Otter Pub & Eatery, tem  o, Million Dolar Cowboy Bar, com música ambiente, o Mangy Moose Steakhouse & Saloon onde entre outras opções, servem carne de búfalo. Gostei muito também do Bubba’s uma espécie de restaurante & lanchonete que além de refeições ao longo do dia, servem café da manhã.

    Para quem quiser outras opções mais em conta, há as lanchonetes de rede, como MacDonnald’s, Wendy’s, entre outras.

    Se você estiver esquiando e bater a fome, vale a pena experimentar os pratos dos restaurantes de pista, o Caspers ou o Pîste, desfrutando da incrível paisagem das montanhas geladas e das pistas de esqui.

    Quando chegar a hora de tirar os esquis, você pode apreciar uma bebida artesanal, entrar numa hidromassagem, saborear uma refeição de origem local e “curtir” a vida noturna.
     


     

    Candy I-O Candy CO - A CASA DE BALAS E DOCES mais colorida da cidade, e um dos comércios mais fotografados do centro. Mesmo que você não queira sair do regime, vale a pena entrar na Candy, experimentar um dos doces ou balas, ou apenas fotografar os balcões, que revelam uma explosão de cores.

     

    DICAS:

    1. A maioria dos comércios, dispõe de mapa gratuito da cidade, nele tem a lista de todos os comércios, localização e contatos.
    2. Na Town Square, praça dos Chifres, tem o Web Cam, ou seja, uma câmera que transmite as imagens ao vivo. É comum os visitantes contatarem seus amigos ou familiares, que estão longe dali, para dar um “alô” a partir da Praça.  
     
     
    POR QUE VISITAR JACKSON HOLE NO INVERNO?
     


     

    Jackson Hole é um lugar ideal para todos os tipos de viajantes, que amam a magia do inverno, suas paisagens, seus esportes, a vida selvagem, a acolhedora atmosfera e o estilo único da cidade. Sua localização estratégica entre os Parques Nacionais de Yellowstone e Grand Teton, o torna um dos locais mais completos para se desfrutar de uma viagem de inverno.
     


     

    Jackson Hole não é um dos lugares mais baratos para a prática de esportes de inverno, mas vale a pena programar-se para visitar o local, e aproveitar o mais belo que a cidade pode oferecer, ainda que seja por alguns dias. O conjunto das maravilhas naturais, o cenário cativante das montanhas geladas, a vida selvagem, e as melhores pistas de esqui do mundo, fazem de Jackson um dos lugares mais surpreendentes que você já experimentou.


    Fonte: Por Márcia Pavarini


  • Publicações mais recentes...

    O que fazer em Rodes, na Grécia
    Descobrindo a Itália - Sardenha, a remota ilha dos atuns!
    China - Encantos do País do Dragão

    Márcia Pavarini
    Ao longo de vários anos Márcia Pavarini percorreu o mundo viajando por todos os continentes e até aos Pólos. Foi anotando suas aventuras em diários que, hoje, perfazem aproximadamente 5.000 páginas. Ela esteve, até agora, em 240 países, de acordo com o critério de contagem da Travelers Century Club TCC. Na Coluna “Diário das 1001 Viagens” Márcia Pavarini divide com os internautas, do Portal, as experiências vivenciadas durante suas andanças.





    + Espaço do Consumidor
    Imagem Consumidor reclama da falta de comunicação com a Sky. Empresa responde
    + História
    Imagem Fotos eclipse. Por Hind Nader Elkhouri
    + Matérias
    Imagem Confira trailer oficial de Saudosa Maloca, longa inspirado em clássicos de Adoniran Barbosa
    + Mercado Publicitário
    Imagem Dia do Consumidor
    + Museu do Comércio e Indústria
    Imagem Abertura do Memorial Kanebo do Brasil emociona ex-funcionários