Panorâmica São José dos Campos FaceBook do POrtal São José Twitter do Portal São José
Home | Cadastre sua Empresa | Acessos | Créditos                               Domingo, 24 de Março de 2019
Acesso à página principal
Logotipo Portal São José



  • Envie uma mensagem para Marcia Pavarini...
  • Outras matérias já publicadas...


    Ecos do Passado. Descubra um Tesouro na Serra da Capivara. Por Márcia Pavarini
    Postado em 12/09/2005

    Ecos do Passado
    Descubra um Tesouro na Serra da Capivara
    Por Márcia Pavarini

    Você já parou pra pensar quem foram os primeiros homens a pisar em nosso Continente? Ou especificamente no Brasil? Onde e de que maneira eles viviam?

    Bem, são várias as teorias de quando e como os primeiros homens chegaram aqui mas, o mais importante é que, apesar de não conhecerem a escrita, eles contaram a sua história fazendo desenhos nas paredes das cavernas onde se abrigavam há 50 mil anos, segundo alguns cientistas, 12 mil segundo outros. Esses desenhos são chamados de “ARTE RUPESTRE”

    Eu viajei até São Raimundo Nonato, no Estado do Piauí, para ver de perto essa riqueza que herdamos e vou dividir com vocês um pouco do que aprendi por lá.


    O que é “arte rupestre”?

    Há milhares de anos, quando o homem ainda não conhecia a escrita (daí o termo “homem pré-histórico”) ele relatava o seu cotidiano e registrava a sua história por meio de gravuras e desenhos feitos com os dedos e espinhos de cacto nas rochas e paredes das cavernas.

    Utilizavam, para isso, tintas de diversas cores obtidas a partir da mistura de óxido de ferro, óleo animal e outros componentes retirados da natureza. Esses desenhos e gravuras são o que chamamos de “arte rupestre”.



    Qual o significado das pinturas rupestres?

     

    As pinturas representam aspectos do dia-a-dia, rituais, figuras de animais, humanas e cerimônias dos antigos habitantes da região, os “homo sapiens sapiens”, antepassados diretos do homem moderno.


    Qual Serra do Brasil abriga um dos maiores tesouros arqueológicos do mundo?

    O Parque Nacional da Serra da Capivara, no Estado do Piauí, abriga milhares dessas inscrições pré-históricas. São mais de 500 sítios com pinturas e gravuras datadas de 6 mil a 12 mil anos.

    Este acervo de arte rupestre é considerado um dos maiores tesouros arqueológicos do mundo e, por isso, declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.




    O que foi encontrado por lá?


    Nas escavações realizadas na Serra da Capivara, os pesquisadores encontraram ferramentas, restos de utensílios de cerâmica, objetos de pedra lascada e sepultamentos, que podem ser apreciados no Museu do Homem Americano, na cidade de São Raimundo Nonato onde se vê, também, a evolução do homem, do clima e do relevo na América.


     


    Pesquisas sobre as descobertas feitas na área levaram alguns arqueólogos (como a renomada Profa. Dra. Niède Guidon) a acreditarem que o homem teria habitado o continente americano há mais de 30 mil anos, contrariando outras teorias aceitas pelos cientistas.


    LOCALIZAÇÃO
    O Parque Nacional da Serra da Capivara está localizado no sudeste do Piauí e pertence aos municípios de São Raimundo Nonato, Brejo do Piauí, Coronel José Dias e João Costa.



    COMO CHEGAR
    A partir de Teresina, seguindo pela BR-316, BR-343 e BR-230 até Floriano e depois pela PI-140 (BR-324) até São Raimundo Nonato. São mais 40 km por estrada de terra até a entrada do parque. Outra opção é ir de avião até Petrolina (PE) e seguir pela BR-235, por 311 km de asfalto e mais 40km de terra até São Raimundo Nonato.

    COMO VISITAR O PARQUE?
    As visitas são feitas a pé ou com veículos especiais e são obrigatoriamente acompanhadas por um guia. Os 48 sítios arqueológicos com passarelas que facilitam a observação das pinturas rupestres podem ser visitados percorrendo-se 14 trilhas predeterminadas.




    Não deixe de conhecer também:




    - Baixão das Andorinhas:
    a 90 km de São Raimundo Nonato, um magnífico cânion com 125 metros de profundidade e um perímetro de 9 quilômetros onde, ao entardecer, milhares de andorinhas entram em seus ninhos, nas falésias do cânion, num vôo rasante de tirar o fôlego.


    - Serra das confusões: Um desfiladeiro usado como passagem pelas antigas populações locais e o deslumbrante passeio pelas cavernas que levam a uma mata de vegetação luxuriante.


    - Fábrica de Cerâmica Serra da Capivara: Fábrica artesanal de cerâmica de renome nacional e internacional, onde o visitante pode se aventurar a moldar uma peça em argila no torno profissional.

     

     

     


      
    Pedra Furada, Caldeirão da Escuridão e Árvore Gameleira, respectivamente.

     


     

    Onde ficar:
    Uma boa opção é o Hotel Serra da Capivara, com área de lazer, piscina, bar, restaurante e um amplo estacionamento arborizado.Fone: 89 582-1389(E.mail: hotelserracapivara@wserra.com.br e girleide.oliveira@bol.com.br.
    Para mais informações sobre o Parque acesse: www.trilhascapivada.tur.br  e trilhascapivara@uol.com.br.




    Segui para o meu próximo destino o “Parque Nacional das Sete Cidades” que fica ao norte do Estado do Piauí a 217 Km de Terezina e mais ou menos a 700 de São Raimundo Nonato.

    Cidade de Pedra – Parque Nacional das Sete Cidades


    São
    exuberantes formações rochosas com mais de 190 milhões de anos esculpidas pela ação do vento, das chuvas e do calor e que receberam o nome de acordo com a sua aparência. Lembram pequenas comunidades, avenidas, praças ou blocos isolados que adquiriram aspectos ruiniformes, resultando em imensas e curiosas formas, como o "Elefante", a "Tartaruga", o "Arco-do-triunfo", a "Cabeça-do-rei", “Pedra da biblioteca”, Mapa do Brasil e outras.

     

    As rochas estão divididas em sete conjuntos chamados de cidades e abrigam um importante tesouro histórico-cultural como as inscrições rupestres de antigos índios tabajaras.

     

    Marcia Pavarini

  • Galeria e Imagens


    Matterhorn: A Montanha que virou chocolate

    Márcia Pavarini
    Ao longo de vários anos Márcia Pavarini percorreu o mundo viajando por todos os continentes e até aos Pólos. Foi anotando suas aventuras em diários que, hoje, perfazem aproximadamente 5.000 páginas. Ela esteve, até agora, em 240 países, de acordo com o critério de contagem da Travelers Century Club TCC. Na Coluna “Diário das 1001 Viagens” Márcia Pavarini divide com os internautas, do Portal, as experiências vivenciadas durante suas andanças.


    + História
    Imagem 2018: Via Dutra completa 67 anos
    + Museu do Comércio e Indústria
    Imagem Kodak
    + São José Solidária
    Imagem Associação Educacional para Crianças Especiais Bem-Te-Vi
    + Imigração Libanesa
    Imagem Badue Cury e Josephina Cury chegaram no Brasil e em São José dos Campos em 1923
    + Foto da Vez
    Imagem Antártica
    + Dicas do Portal
    Imagem Desapegue
    + Empresarial
    Imagem GM anuncia investimento bilionário de R$ 6 bilhões e garante postos de trabalho em São José dos Campos
    + Espaço do Consumidor
    Imagem Locador de imóvel reclama a imobiliária de São José dos Campos o pagamento do IPTU atrasado
    + Matérias
    Imagem Tênis Clube
    + Seção Saúde
    Hospital Regional de São José leva nome do Dr. Rubens Savastano
    + Turismo Diferente
    Imagem Rambla Costanera em Montevideo - Uruguay. Fotos exclusivas Portal São José dos Campos
    + Class Arte & Cultura
    Imagem Sonia Furquim: Artista plástica e poetisa



     
    Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2005 - Todos os direitos reservados