Vista do Villa Branca Website Portal Jacareí Fanpage Portal Jacareí
Home | Cadastre sua Empresa | Créditos                                                                              Segunda, 17 de Junho de 2019
Logotipo Portal Jacareí
Acesso à página principal


  • Envie uma mensagem para Marcia Pavarini...
  • Outras matérias já publicadas...


    Tango - 0 segundo Hino da Argentina - Por Marcia Pavarini


    Arrebatador, envolvente, contagiante, erótico. Esta é a mistura mágica que caracteriza um dos maissensuais ritmos latinos: o TANGO. Bailado ou interpretado nos tradicionais palcos ou nas praças da capital argentina, abordam temas como amor, traição, prostituição, perda, saudade, desilusão, entre outros.

    A dança é uma forma de expressão artística de sentimentos e idéias através do movimento corporal, potencializados pela música. É uma harmoniosa coreografia encharcada de sensualidade, que valoriza o equilíbrio entre corpos e mentes dos pares.


    ORIGEM DO TANGO


    TANGO, nos diversos dialetos dos escravos que provinham do Congo, Golfo da Guiné e Sudão, significa “lugar fechado, círculo e esconderijo”

    No século XVIII um ritmo era executado por tambores e atabaques nos “candombes” dos negros de Buenos Aires. Com a grande emigração de europeus, música e dança foram contaminadas  por outros gêneros musicais, tais como a habanera e a milonga. O primeiro é um ritmo de origem afro-cubana que foi levado para a Espanha e que, modificado, retornou à América. O segundo é um canto e dança da Andaluzia que, nos fins do século XIX, se popularizou nos subúrbios de Montevidéu e Buenos Aires.

    A fusão dos tambores com a habanera, com a milonga e com ritmos de origem européia, adaptados à cultura regional, resultou em um som mestiço adotado nacionalmente como Tango.

    Hoje, a palavra tango significa essencialmente a música nacional Argentina, apesar de ter sido exportada para vários países da America do Sul.


    O tango é, praticamente, um hino da Nação.


    Fonte: Márcia Pavarini: Texto e fotos




  • Ao longo de vários anos Márcia Pavarini percorreu o mundo viajando por todos os continentes e até aos Pólos. Foi anotando suas aventuras em diários que, hoje, perfazem aproximadamente 5.000 páginas. Ela esteve, até agora, em 220 países, de acordo com o critério de contagem da Travelers Century Club TCC. Na Coluna “Diário das 1001 Viagens” Márcia Pavarini divide com os internautas, do Portal, as experiências vivenciadas durante suas andanças.

     
    Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2005 - Todos os direitos reservados