Vista do Villa Branca Website Portal Jacareí Fanpage Portal Jacareí
Home | Cadastre sua Empresa | Créditos                                                                              Segunda, 17 de Junho de 2019
Logotipo Portal Jacareí
Acesso à página principal


  • Envie uma mensagem para Marcia Pavarini...
  • Outras matérias já publicadas...


    SKYWALK - Caminhando nas nuvens - Grand Canyon West

    Por Márcia Pavarini - Texto e fotos

    A sensação de caminhar sobre o vão do penhasco é indescritível. Localizada no Eagle Point (Ponto da Águia) do Grand Canyon West, nos Estados Unidos (Arizona), a SKYWALK é uma incrível obra de engenharia, capaz de provocar arrepios em quem a visita. Trata-se de uma passarela de vidro em forma de ferradura, que se projeta sobre o vazio do penhasco, proporcionando uma visão tão extraordinária quanto grandiosa.

    Quem fica de pé sobre a SKYWALK e, de repente, se atreve a olhar para baixo através do chão de vidro, o que vê é um imenso vazio que despenca até o fundo do Cânion, a 1800 metros de profundidade. Lá em baixo, ladeado pelos massivos paredões coloridos e escarpados do cânion, corre o Rio Colorado.

    Combinações únicas de cores geológicas e erosões, decoram o espetacular desfiladeiro, que tem 446 quilômetros de comprimento, 29 quilômetros de largura e 1.8 quilômetros de profundidade.

    Para quem teme altura, o frio na barriga é inevitável, mas pode caminhar tranquilo, a estrutura é absolutamente segura, ela foi projetada para suportar o equivalente a 71 “Boings” 747 ou um terremoto de magnitude 8.0 na escala Richter.

    Por 2 bilhões de anos de história geológica da Terra, o Rio Colorado e seus afluentes cortaram seus paredões através de camadas, formando os canais, enquanto o planalto de Colorado era erguido.

    O Rio Colorado, finalmente, estabeleceu seu curso pela região há cerca de 5 ou 6 milhões de anos. Desde essa época, ele tem alargado e aprofundado o desfiladeiro.

    O Grand Canyon é dividido em três margens: South Rim e North Rim, que ficam dentro do Grand Canyon National Park e West Rim, localizada dentro de uma reserva indígena e onde fica a Skywalk.

    O Grand Canyon West é o berço da nação indígena dos HUALAPAI.

    A parte Oeste (Grand Canyon West, ou West Rim) fica bem próxima a Vegas, cerca de 195 km, de onde saem tours,  com a opção perfeita para um bate e volta.

    O segundo “pit stop” é no Guano Point, outro ponto de observação, com uma vista pitoresca do Grand Canyon, e de onde se vê, por outro ângulo, o Rio Colorado no fundo do penhasco. Uma trilha que sai dali, leva até o pico mais alto do rochedo, de onde se tem uma visão de 360º. Ali, além de desfrutar da magnífica paisagem, é possível ver as águias sobrevoando o cânion, com voos rasantes.


    No Guano Point há um rancho, onde o visitante pode, não só se proteger do sol e calor escaldantes (durante o verão), como saborear uma refeição, tendo como fundo a belíssima paisagem dos cânions. Fazer a refeição olhando para essa maravilha da natureza é uma experiência única.


    DICAS

    INFORMAÇÕES ÚTEIS

    • O acesso para visitação das atrações, só é permitido com o ônibus oficial do Parque, que sai da sede, onde se compram os ingressos, e onde fica o estacionamento dos carros dos visitantes (O bilhete inclui o transporte);
    • Os ônibus fazem um circuito pelo Parque, e vão parando nos vários pontos de interesse, que são: “Eagle Point” (onde fica a passarela de vidro Skywalk); o “Guano Point” (outro ponto para apreciar os cânions e onde fica o restaurante com uma vista panorâmica dos cânions.); Hualapai Ranch, (com performance de cantos e danças dos índios Hualapai). Tem, também, o passeio de helicóptero, que sobrevoa toda região e rafting no Rio Colorado. A refeição é opcional, e o valor é adicionado no ingresso, ou pode ser pago no próprio restaurante;
    • O cuidado deve ser redobrado ao fazer as fotos, não há qualquer proteção na beirada do cânion;
    • Durante a caminhada pela passarela de vidro (a Skywalk), não se pode levar absolutamente nada, nem bolsas, mochilas, câmeras ou celulares. Na sala que antecede a passarela, ficam os cofres, onde tudo o que você carrega deve ser guardado. Mas não se preocupe por deixar a câmera ou o celular, os fotógrafos oficiais do Parque ficam por todo trajeto da passarela, e estarão a postos para eternizar o seu momento, cujas fotos você poderá comprar por $20 ou $25  dólares. O CD com todas as fotos sai bem mais caro, por volta de $90 dólares.

    BOA VIAGEM!
     


    Fonte: Márcia Pavarini




  • Ao longo de vários anos Márcia Pavarini percorreu o mundo viajando por todos os continentes e até aos Pólos. Foi anotando suas aventuras em diários que, hoje, perfazem aproximadamente 5.000 páginas. Ela esteve, até agora, em 220 países, de acordo com o critério de contagem da Travelers Century Club TCC. Na Coluna “Diário das 1001 Viagens” Márcia Pavarini divide com os internautas, do Portal, as experiências vivenciadas durante suas andanças.

     
    Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2005 - Todos os direitos reservados