Vista do Villa Branca Website Portal Jacareí Fanpage Portal Jacareí
Home | Cadastre sua Empresa | Créditos                                                                              Domingo, 16 de Junho de 2019
Logotipo Portal Jacareí
Acesso à página principal


  • Envie uma mensagem para Marcia Pavarini...
  • Outras matérias já publicadas...


    Matterhorn: A Montanha que virou chocolate

    Por Márcia Pavarini

    Você sabia que a graciosa silhueta triangular do Matterhorn, uma das montanhas mais altas dos Alpes Suíços, com 4.478m, inspirou o formato do chocolate TOBLERONE?


    O imponente Matterhorn

    Essa extraordinária Montanha é tão peculiar que tem dois nomes e duas nacionalidades. Localizada na fronteira da Suíça com a Itália, o Matterhorn ou Monte Cervino ergue-se imponente dominando a paisagem de duas cidades em dois países ao mesmo tempo: Zermatt na Suíça e Breuil-Cervinia na Itália.


    A charmosa cidade de Zermatt
    (credito: wolrdtravelguide.net)

    Os paredões leste, norte e oeste, estão no território Suíço, enquanto o paredão sul, no território Italiano.


    Pitoresca cidade de Cervínia aos pés do Matterhorn

    Seu elegante perfil triangular inspirou a cultura ocidental em numerosas ocasiões, não só o formato do Toblerone, mas também decoração de capas de revistas, de álbuns dos grupos Depeche Mode e Goldfrapp e de outros montes de formato semelhante, como o Machapuchare, chamado de o “Matterhorn do Nepal”.


    Geleira eterna nas encostas do Matterhorn

    No alto de seus 4.478 metros, o Matterhorn abriga geleiras eternas e incontáveis pistas de esqui, interligadas por gôndolas, tanto do lado suíço como do lado italiano, que somadas, garantem aproximadamente 360 km de pistas e mais de 50 Lifts.


    As luzes do entardecer, dao uma atmosfera de presepio à cidade de Zermatt
    (credito: foto publicidade)

    ZERMATT – Suíça

    Em Zermatt, do lado Suíço, existem varias regiões de esqui: a Rothorn, a Gornergrat e a Matterhorn Glacier Paradise, este ultimo é o ponto mais alto esquiável da região, com 3.899 metros.

    GRUTA DE GELO


    Gruta de Gelo escavada geleira adentro


    Funicular que dá acesso ao Klein Matterhorn

    A maior atração do lado suíço, é o Matterhorn Glacier Paradise (Matterhorn Paraíso do Glacial), que fica no alto do chamado Klein Matterhorn, outra montanha rochosa a oeste do Matterhorn, cujo acesso é feito por um funicular, onde é possível visitar a fascinante gruta de gelo (Grotta di ghiaccio), uma galeria de 50 metros escavada na geleira, considerada uma das maravilhas dos Alpes. 


    Trenzinho que vai da cidade de Zermatt até o topo do Gornergrat, a última estação
    (Crédito: raileurope.com.br)


    Vista do Matterhorn a partir do restaurante

    Ainda do lado suíço, um charmoso trenzinho parte da cidade de Zermatt escalando montanha acima até Gornergrat a 3.089 metros (a estacao do topo), de onde se tem uma vista deslumbrante do Matterhorn e da grande área de esqui. Ali, no cume do Gornergrat, fica o exótico Hotel-Restaurante Kulmhotel, de vários andares com mesas ao ar (gelado) livre de onde se pode desfrutar do hipnotizante panorama, saboreando os pratos típicos.


    Prato típico (salsicha com batata assada) com a sedutora vista para a montanha


    Igloo (IGLOO HOTEL em Zermatt)


    Vista do Igloo a partir de Gornergrat

    Um floco de neve é uma das mais frágeis criações, mas veja o que eles conseguem fazer quando se juntam.


    Interior do igloo
    (credito: Unuval)


    IGLU DORF Ponto de encontro e de relax de esquiadores no lado suíço
    (crédito: Foto Publicidade)

    Em uma das pistas de Zermatt fica o Hotel Igloo, onde tudo é feito de gelo, desde as paredes até as camas. Do lado de fora, um bar, também feito de gelo, serve bebidas quentes ou alcoólicas para aliviar o frio e fazer a alegria dos esquiadores.

    MONTE CERVINO – O Matterhorn do lado italiano


    Cidade de Cervínia
    (Crédito: pt.wilkipedia.org)

    BREUIL-CERVINIA é uma fração do município italiano de Valtournenche, na região do Vale de Aosta.


    Matterhorn

    O grande sucesso de Cervínia é a possibilidade de atravessar esquiando para o lado suíço, além de ser uma charmosa vila aos pés do Matterhorn (ou Monte Cervino). O Plateau Rosa é a porta de acesso mais conhecida para ir esquiando do lado italiano para o suíço de Zermatt. Para isso, basta adquirir o passe internacional de esqui (50 euros).


    Eu, com esquis na frente do Matterhorn

    Depois de alguns dias desfrutando da grandiosidade da paisagem, despedi-me do grande Matterhorn com a certeza de que viajar é a única coisa que você compra e te faz mais rico e, além disso, te torna um contador de histórias.


    Fonte: Márcia Pavarini




  • Ao longo de vários anos Márcia Pavarini percorreu o mundo viajando por todos os continentes e até aos Pólos. Foi anotando suas aventuras em diários que, hoje, perfazem aproximadamente 5.000 páginas. Ela esteve, até agora, em 220 países, de acordo com o critério de contagem da Travelers Century Club TCC. Na Coluna “Diário das 1001 Viagens” Márcia Pavarini divide com os internautas, do Portal, as experiências vivenciadas durante suas andanças.

     
    Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2005 - Todos os direitos reservados