Vista do Villa Branca Website Portal Jacareí Fanpage Portal Jacareí
Home | Cadastre sua Empresa | Créditos                                                                              Quarta, 10 de Agosto de 2022
Logotipo Portal Jacareí
Acesso à página principal


  • Envie uma mensagem para Marcia Pavarini...
  • Outras matérias já publicadas...


    Kiev - A mais bela cidade da Ucrânia

    Viajei para Ucrânia em maio de 2017, muito antes da abominável invasão russa ao país, em fevereiro de 2022. Sua paleta natural, vai das montanhas suaves dos Cárpatos, às praias do Mar Negro. Entre esses dois pontos antípodas, o país se abre em imensos planos de solo fértil, onde florescem todos os tipos de cerais. Daí o apelido da Ucrânia de: “o celeiro da Europa”. 

    Longe das tensões atuais, descobri um país infinitamente cativante e variado, um verdadeiro caleidoscópio paisagístico, rico pelas influências europeias, eslavas e asiáticas.

    O território da Ucrânia é imenso, e a população, de cerca de 40 milhões, é considerada pequena em face do seu tamanho, ela é o segundo maior país Europeu, depois da Rússia.

    Em razão da sua magnitude, ela faz fronteira com uma infinidade de países, incluindo a Rússia, Bielorrússia, Polônia, Eslováquia, Hungria, Romênia e Moldávia, com um litoral ao longo do Mar Negro e do Mar de Azov. Após a Ucrânia tornar-se um país independente em 1991, Kiev transformou-se num local turístico de grande interesse.

    Apesar da atual situação com a invasão russa, resolvi fazer matéria sobre uma das mais belas cidades da Ucrânia, KIEV, para enaltecer e homenagear a riqueza cultural, a beleza das paisagens e a majestosa arquitetura dos monumentos históricos e das reluzentes igrejas, onde o novo e o antigo vivem em perfeita harmonia.

    Kiev, é a capital e a maior cidade da Ucrânia. Localizada às margens do rio Dnieper, é uma das mais belas e antigas cidades da Europa. Com cerca de 3 milhões de habitantes, Kiev é o coração da cultura do Leste Europeu.

     

    CHEGANDO EM KIEV

    O sol ainda brilhava quando a Van me deixou no Hotel Gintama, que fica no topo de uma colina, cuja avenida descendente desaba na 2ª Praça mais importante de Kiev, a MAYDAN Square. 

    A parede da recepção desse Hotel é forrada com fotos de inúmeras celebridades nacionais e internacionais. Uma das fotos que mais me chamou a atenção foi a do proprietário do Hotel com o nosso Rei Pelé, ainda bem jovem, a outra foi de Donald Trump, quando era apenas um empresário.

    Deixei as malas no Hotel e desci a Avenida Lisenko Street, em direção à Praça. No caminho, bateu a fome. Resolvi, então, entrar no charmoso restaurante chamado “Très Branché”, da chamada “famille Très Français” (família verdadeiramente francesa). Além da fachada “com atmosfera francesa”, um rapaz entoava músicas francesas num acordeom, que lembrava os músicos das ruas e estações da França. Dando asas à imaginação, foi possível imaginar-me numa “pequena Paris”, em plena Kiev.

     

    Maio de 2017

    O movimento de pedestres nas ruas estava intenso, indagando alguns pedestres, descobri que hoje, último domingo de maio, comemora-se, com grandes festividades de rua, o dia de Kiev. Para a importante comemoração, a Prefeitura interditou várias avenidas para apresentação de shows, quermesses, apresentações artísticas, espaços lúdicos para a criançada, e muitos outros eventos festivos espalhados em vários pontos da cidade.

     

    PONTOS DE INTERESSE EM KIEV 

     

    MAIDAN NEZALEZHNOSTI CENTRAL SQUARE - Praça Central

    Essa praça, de nome impronunciável, é o mais popular “ponto de encontro” da população.  Ela ocupa 1,5 quilômetros da avenida principal, também de nome impronunciável, a KHRESHCHATYK. Nos feriados e finais de semana no verão, a praça é interditada ao trânsito de autos, tornando-se uma gigantesca zona de pedestres.

    Em cada extremidade da Praça, foi erigida uma coluna encabeçada por uma estátua em comemoração à sua independência, com o colapso da União Soviética em 1991. A Maydan Nezalezhnosti testemunhou várias batalhas sangrentas, como a invasão Mongol, em 1240, batalhas na Grande Guerra, bem como a chamada Revolução Laranja em 2004, com protestos populares contra fraudes eleitorais.

     

    KYEVO PECHERSKA LAVRA – Cave Monastery Mosteiro da caverna

    O Kyevo é um complexo de igrejas e catacumbas que atraem hordas de peregrinos ortodoxos, uma vez que se trata do local mais sagrado da Ucrânia. Ele ocupa uma área verde no topo de uma colina, com vista para o rio DNIPRO. Ainda dentro do complexo, ficam as catacumbas de LAVRA, um labirinto escavado no subterrâneo da igreja, datado do século XI.

    Assim, iniciei minha peregrinação pelos labirínticos e sinuosos corredores das catacumbas de LAVRA, com uma vela acesa entre os dedos. Ao longo desses estreitos corredores, ficam os nichos que abrigam os sarcófagos de vidro, onde repousam os corpos mumificados dos antigos padres, bispos e santos ortodoxos, todos envergando suas tradicionais vestimentas, de acordo com a hierarquia ortodoxa.  A visita dura, em média, 20 minutos e é desaconselhada para pessoas que sofrem de claustrofobia.

     

    CATEDRAL DE LAVRA - DESLUMBRANTE ALTAR BARROCO EM OURO MACIÇO

    Das catacumbas, segui para a Catedral PESHERSKA LAVRA, dentro do mesmo complexo. A Catedral, com reluzentes domus dourados, abriga o mais espetacular altar em ouro maciço, estilo barroco rococó, que ocupa toda extensão interna da parede principal. A riqueza de detalhes é tamanha, que é preciso um olhar atento para assimilar tamanha grandiosidade.

     

    CATEDRAL SANTA SOPHIA – Século XI

    Essa radiante catedral, da época medieval, fica numa movimentada e histórica praça, onde acontecem eventos culturais e artísticos durante a primavera e o verão. Um portal em arco, dá acesso à praça, de onde se avista a catedral Santa Sophia, com as cúpulas verdes, coroadas por fulgurantes domus dourados. Decorada, em seu interior, com esplêndidos afrescos e mosaicos, a Santa Sophia foi listada como Patrimônio Mundial pela UNESCO.

     

    CATEDRAL St. VOLODYMYR - A mães das Catedrais – 1862

    Com uma vibrante fachada amarela, essa magnífica catedral do século XIX, que fica no centro de Kiev, possui domus em estilo bizantino, e é considerada a “mãe das Catedrais”. Seu interior, também em estilo bizantino, não é menos surpreendente, e chama a atenção pela bela decoração em mosaicos, criados por artistas venezianos.

     

    MONASTERIO St. MICHAEL - A Igreja Azul

    A Igreja azul, com seus enormes e reluzentes domus dourados, domina a paisagem na Praça St Michael. A beleza das formas e das cores, hipnotiza milhares de visitantes todos os anos. As atuais radiantes cúpulas, são réplicas das originais, construídas no ano de 1108, que foram destruídas pelos soviéticos em 1937. Saint Michael é o Santo padroeiro de Kiev.

     

    FUNICULAR DO RIO DNIEPER

    Uma das atrações imperdíveis na capital Kiev, é o passeio com o Funicular do Rio Dnieper. O funicular, é uma espécie de teleférico que sobe até o topo, pela encosta da montanha, num ângulo quase vertical. Do alto da colina, é possível desfrutar de uma paisagem pitoresca, com o Rio Dnieper, que domina o cenário.

    O panorama, e a luxuriante vegetação, servem de inspiração para os pintores, que se acomodam na praça, próximos ao teleférico.

     

    KOMPOT – Bebida típica

    Na orla do rio Dnieper, nas imediações do teleférico, ficam os mais badalados bares e restaurantes de Kiev, com mesas ao ar livre. Ali, almocei num restaurante da rede KOMPOT, que além dos pratos locais, servem a tradicional bebida não alcoólica: a KOMPOT que deu nome ao restaurante.

    Kompot é uma atrativa bebida típica, originária da Rússia, mas popular em todo leste Europeu.  É uma espécie de Poncho de frutas vermelhas, que além de vistosa é saborosíssima. Desfrutei do meu Kompot, admirando a paisagem, bem como os veleiros que deslisavam nas águas do Dnieper.

     

    TEATRO ÓPERA TARAS SHEVCHENKO DE KIEV

    O suntuoso teatro Taras Shevchenko, fundado em 1867, é um dos mais belos edifícios da construção neorrenascentista de Kiev. Ele é considerado um templo da arte, e um ponto imperdível da visita ao país. Quase todas as noites, a cortina do teatro se abre para revelar o mundo milagroso, criado pelos artistas que ali se apresentam.

    Tive o privilégio de assistir à performance do balé “A Dama das Camélias”, baseado numa obra de Alexandre Dumas (1824-1895).

     

    KIEV ANTES DA OCUPAÇÃO RUSSA

    Assim era KIEV ainda ontem: Igrejas coloridas, cúpulas brilhantes, praças, lojas, cafés e restaurantes movimentados, pessoas felizes nas ruas, comemorando a primavera.

    Nas primeiras horas de 24 de fevereiro de 2022, o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou a operação militar na Ucrânia, que, desde então, se aproxima da capital Kiev. Os devastadores resultados dos bombardeios mudaram a atmosfera das cidades, transformando o país num palco de destruição, tristeza e insegurança.

    “Deus é apenas um Deus de paz e não de guerra, e aqueles que apoiam a violência profanam seu nome. Agora, rezemos por aqueles que sofrem e peçamos a Ele que converta os corações a uma firme vontade de paz” Papa Francisco.


    Fonte: Por Márcia Pavarini




  • Márcia Pavarini
    Ao longo de vários anos Márcia Pavarini percorreu o mundo viajando por todos os continentes e até aos Pólos. Foi anotando suas aventuras em diários que, hoje, perfazem aproximadamente 5.000 páginas. Ela esteve, até agora, em 240 países, de acordo com o critério de contagem da Travelers Century Club TCC. Na Coluna “Diário das 1001 Viagens” Márcia Pavarini divide com os internautas, do Portal, as experiências vivenciadas durante suas andanças.



     
    Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2005 - Todos os direitos reservados